Samir Caetano participou de uma live apresentada pela jornalista Daniela Boaventura no Instagram da Fox Sports na última sexta-feira (27). Durante a transmissão, os dois conversaram sobre o começo do Samir no futebol, sobre quando fez testes no Fluminense, mas porque na época tinha problemas de crescimento não foi aceito e foi jogar no extinto Sendas.

Também falaram sobre seu momento de quarentena na Itália, o país mais afetado pelo novo coronavírus. O zagueiro contou que entre alguns exercícios físicos, séries e filmes, ele passa o tempo agora que está sozinho em Údine. Ele contou que a esposa e os filhos já estão no Brasil, mas por enquanto os atletas da Udinese não puderam sair da cidade.

O jogador comentou também sobre todo tempo que passou na Europa até hoje, explicando como o futebol italiano, que valoriza muito a defesa, o fez crescer enquanto jogador. O zagueiro explicou que, quando foi contratado pela Udinese teve que ser empresado ao Hellas Verona, porque o time de Údine já tinha atingido o limite de estrangeiros na equipe, mas que todo esse processo ajudou em seu amadurecimento.

Um dos assuntos principais foi o Flamengo. Samir relembrou um dos principais momentos de sua carreira, quando venceu a Copa do Brasil em 2013 e confidenciou que tem o desejo de retornar ao Flamengo para se aposentar no futuro: “O Flamengo é a minha casa. Eu pretendo realizar todos os meus sonhos aqui na Europa e, com certeza, um dia voltar para a minha casa, que é o Flamengo, de onde eu fui lançado no futebol. Então espero chegar ali dar bons frutos ainda para o Flamengo, conquistar um bom título. Uma Libertadores que eu tenho vontade, quem sabe um Mundial se Deus quiser. Temos que pensar positivo, né. Então, sim, pretendo um dia encerrar minha carreira por lá”, afirmou.

Sobre sonhos, Samir também disse que sonha um dia formar uma dupla de zaga com Thiago Silva, seu maior ídolo, ou com Rodrigo Caio, atual defensor do Flamengo.